segunda-feira, 10 de março de 2008

Discordar é comigo mesma.

Banheiro de posto de gasolina em Manilha, RJ:

9 comentários:

JV disse...

menine, eu fico impressionado com a franqueza de certos estabelecimentos

Clarissa S. Crisóstomo disse...

Mais um pouco merecia ir pro Anti-tucanês do Zé Simão, "mais direto impossível".

(E vai lá sentir o cheiro do xampu que é mais gostoso que o desse banheiro com certeza ;) hahaha)

Beijão!

aftamata disse...

tá certo! caga no chão, depois, polidamente, comunica a gerência...

Carlota Polar disse...

Caralho, ninguém pescou.

Henrique Tonin disse...

A frase dá a entender que, caso nós não estejamos de acordo com a obrigação de manter o ambiente limpo, devemos comunicar isso à gerência.

A Paula captou uma das mensagens mais ingenuamente auto-refutáveis que eu já li haha.

Parabéns!

Um beijo *_*

Carlota Polar disse...

Ah, Henrique! :)

Agora só falta a gente se munir da melhor das caras de pau e ir junto ao gerente falar: "Não, não estou de acordo. Quero tudo bem sujo, me entendeu? Bem sujo! Imuuundo!", gesticulando que nem um italiano aborrecido.

E tinha achado que pôr qualquer legenda nisso aí seria redundante. Pra você, era.

Lúcia disse...

...e como é que eu faço pra falar com essa gerência??

Ora, mas não nos deram essa opção??!! Hahaha!

Beijos!

aftamata disse...

calma moça! só pensei numa outra forma de demonstrar que não estou de acordo...

Maya disse...

oi. sobre o comentário no Véu de Maya, era a anulação da mulher forçada a se vender. as filhas que são sugadas para a mesma vida das mães. eu estava sob efeito do documentário "nascidos em bordéis"

Contato

paula.groff@gmail.com

Fuça aew, lesk