sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Tudo o que deve bastar

Cheguei hoje ao Brasil e, ao invés de despencar na cama depois de onze horas de vôo, tudo o que consegui foi fazer um perfil no Facebook, pra manter contato com os amigos que fiz na Inglaterra. Tava toda deprimidinha, com síndrome de paga-pau do UK, totalmente horrorizada com o calor que tá fazendo, com cara de "cadê a chuva, porra?" e consumindo chá na mesma proporção de quando estava lá, com a diferença que aqui ele frita seus órgãos internos. Não queria estar de volta, queria estar lá, comendo Fish & Chips e falando cheers... em suma, tava toda frescurinha. Quando leio isso:

"I am eternally grateful... for my knack of finding in great books, some of them very funny books, reason enough to feel honored to be alive, no matter what else might be going on."

Obrigada, Kurt Vonnegut, por mais uma vez esfregar meu nariz no chão como ninguém.

Um comentário:

Rafael Formiga disse...

Cadê a chuva?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Recife

Bem aqui...

Contato

paula.groff@gmail.com

Fuça aew, lesk